sexta-feira, abril 08, 2011

Tragédia e mídia - uma relação perigosa


Vimos e vivemos, nesta semana, no Rio de Janeiro, fatos trágicos, noticiados ininterruptamente pela mídia.

Apesar da gravidade do ocorrido, acho que está havendo uma "batalha" por audiência em canais de TV, jornais impressos, Internet, Rádio, etc.

Esses adolescentes são vítimas e estão seriamente traumatizados com o episódio.

E estão sendo explorados, com seus depoimentos apavorados, por uma sociedade que deveria protegê-los.

Vejamos o que diz o Estatuto da Criança e do Adolescente:

LEI Nº 8.069, DE 13 DE JULHO DE 1990.

Texto compilado

Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências.

Capítulo II

Do Direito à Liberdade, ao Respeito e à Dignidade

Art. 17. O direito ao respeito consiste na inviolabilidade da integridade física, psíquica e moral da criança e do adolescente, abrangendo a preservação da imagem, da identidade, da autonomia, dos valores, idéias e crenças, dos espaços e objetos pessoais.

Art. 18. É dever de todos velar pela dignidade da criança e do adolescente, pondo-os a salvo de qualquer tratamento desumano, violento, aterrorizante, vexatório ou constrangedor.

Já basta o que aconteceu. Evitemos expô-los mais ainda. É hora de apoiá-los e não fazê-los reviver o terror.

Nenhum comentário: