segunda-feira, março 01, 2010

Trote universitário: brincadeira ou tortura?

Mais uma vez veio à tona o flagrante de um trote universitário, agora pelos alunos de uma faculdade em Mogi das Cruzes.
É hora de as autoridades, pais/responsáveis e diretores dessas instituições tomarem alguma atitude, pois a coisa certamente vai se transformar em tragédia, como já ocorreu no passado. Afinal de contas, a escola deve servir como preparação para a vida e, no caso de uma faculdade, ou universidade, como preparação para a profissão que se vai exercer.
Como esperar desses marginais(desculpem, mas não encontro outro termo) um desempenho digno e responsável perante a vida que os aguarda?
O que vão ensinar aos filhos?
Como vão lidar com os seus semelhantes?
Como escolherão as lideranças da nação?
Como exercerão a sua atividade?
E como dormirão em paz?

Um comentário:

Anônimo disse...

Kit Calouro??
Putz, mas esses aí são bem burros mesmo...
Estudo em Universidade Federal, tive um trote legal e sem nenhum tipo de problema.Juntar dinheiro no sinal pode ser considerado humilhante, mas terminar de completar o dinheiro(20 reais por pessoa) e ir beber e socializar com os veteranos é muito bom.
Agora, pagar 300 reais pra ser zoado e agredido? Meio ridículo alguem aceitar uma situação dessa.